Ferramentas Pessoais
Acções do Documento

Novas áreas de ocorrência de minerais no Niassa

Maputo, 15 Jan 09 (AIM) – A Direcção Provincial dos Recursos Minerais da província do Niassa, norte de Moçambique, procedeu ao reconhecimento de novas áreas de ocorrência de ouro, pedras preciosas entre outros nos distritos de Lago, Mecula Mavago e Mecanhelas.

Segundo Horácio Linaula, porta-voz do Governo provincial de Niassa, para a realização do trabalho de reconhecimento, foram necessários cerca de 540 mil meticais num exercício que permitiu confirmar a ocorrência de ouro em Magaxe, no distrito de Lago, pedras preciosas em Gomba no distrito de Mecula, e granada em Mecanhelas.

A exploração destes minerais, cuja ocorrência foi descoberta por garimpeiros, tem sido feita em moldes artesanais e com forte presença de estrangeiros, segundo afirmou Linaula citado pelo semanário “Magazine Independente” que hoje saiu à rua. “O nosso desejo é ver grupos de nacionais organizados em associações a explorarem este recursos, maspor causa da limitação da Lei de Minas, a pilhagem continua por parte de estrangeiros”, disse.

O porta-voz referiu também que em 2008 havia 76 licenças de pesquisa e exploração, contra 42 em 2007 e os pedidos a espera de despacho situam-se na ordem dos 50. Horácio Linaula disse que o outro recurso que está na corrida das empresas para pesquisa naquela província é o carvão mineral e duas empresas já estiveram no terreno em 2008. A companhia Itabira Rio Doce trabalhou no distrito do Lago, e a Lalgi e Lichana esteve para um estudo de impacto ambiental.

“Temos quatro concessões minerais mas só algumas empresas estão no terreno, as outras ainda não apareceram.Aguardamos pelos resultados destas pesquisas porque preocupa-nos saber que existem licenças cujos titulares não aparecem”, explicou.

Linaula fez saber ainda que o Governo Provincial de Niassa pretende levar a debate o assunto dos recursos minerais na província porque “a nossa intenção é que o cidadão natural deste local seja o primeiro beneficiário, queremos uma exploração transitória para os locais”.

As novas áreas mineiras descobertas pelos garimpeiros como é o caso de Gomba em Mecula encontram-se junto a fronteira com a Tanzânia e a de Magaxe está no posto administrativo de Cobue a 60 quilómetros de Lupilichi, área pioneira da ocorrência de recursos minerais na província.
« Julho 2014 »
Do
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031
INTRANET


Quem pode aceder?
Esqueceu a sua senha?