Ferramentas Pessoais
Acções do Documento

Moçambique e Suécia relançam cooperação comercial

Maputo, 28 Jan. (AIM) – As trocas comerciais entre Moçambique e Suécia podem, a breve trecho, conhecer um novo impulso, havendo já esforços nesse sentido entre os governantes dos dois países.

Para o efeito, uma delegação sueca chefiada pela Ministra do Comércio, Ewa Björling, manteve, na última Quinta-feira, negociações com a contraparte moçambicana, no âmbito da sua visita a Moçambique, que termina este sábado.
Numa conferência de imprensa que marcou o final das negociações, tanto o governante sueco quanto o de Moçambique, reconheceram a insipiência das relações comerciais, tendo, por isso, defendido a necessidade de se abrir uma nova página com vista ao seu incremento. 
Actualmente, a balança comercial é desfavorável a Moçambique, situação que, segundo o Ministro moçambicano da Indústria e Comércio, Armando Inroga, deve ser corrigida.
Os dados das trocas comerciais indicam que, em 2007, Moçambique exportou para aquele país nórdico produtos avaliados em cerca de cinco milhões de dólares norte-americanos (USD). Em contrapartida, a Suécia exportou para Moçambique bens estimados em 11 milhões USD.
De referir que o ano de 2007 foi o pico das exportações moçambicanas para a Suécia.
Em 2010, as exportações de Moçambique para a Suécia atingiram apenas um milhões de dólares, tendo importado daquele país cerca de 9.0 milhões USD.
Tendo em conta esta realidade desfavorável, as duas partes acordaram, como desafio, o estabelecimento de bolsas de negócios entre os empresários dos dois países, de forma a identificar e consolidar novas áreas de cooperação.
Segundo Inroga, o aumento do volume das exportações passa necessariamente pelo aumento da produção e produtividade, o que permitirá a diversificação de produtos a exportar.
Por sua vez, a Suécia defende a necessidade de se identificar mecanismos que visem remover as barreiras comerciais e outros obstáculos.
“Queremos ver as relações comerciais aumentadas, bem como o número de empresas suecas a trabalhar em Moçambique”, disse Bjorling.
De referir que o Ministério da Indústria e Comércio não possui nenhum, acordo comercial com a Suécia, sendo que as trocas comerciais entre os dois países regem-se pelos princípios da Organização Mundial do Comércio (OMC), de que ambos são membros.
Contudo, no âmbito da cooperação multilateral, as trocas comerciais são feitas no quadro da cooperação entre a União Europeia (UE) e os países de África, Caraíbas e Pacífico (ACP) e do Sistema Preferencial Unilateral concedido pela UE aos Países Menos Avançados, denominado “Tudo Menos Armas (Everthing But Armas – EBAS).
Moçambique exporta para a Suécia citrinos, fibras têxteis, algodão bruto e ligas de alumínio e importa daquele país betumes naturais, artefactos de material têxtil, calçado, equipamentos diversos, tractores agrícolas e maquinaria para a área de construção.
Contudo, Moçambique quer alargar esta gama de produtos, incluindo nela, por exemplo, os mariscos e mais produtos agrícolas, para além dos que vem exportando.
Por sua vez, a Suécia pretende potenciar, nas suas trocas comerciais, a área das telecomunicações e tecnologias de informação e comunicação (TICs).

« Outubro 2014 »
Do
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031
INTRANET


Quem pode aceder?
Esqueceu a sua senha?