Imprensa

Economia tem alicerces para continuar a crescer - de acordo com o PM

Economia tem alicerces para continuar a crescer - de acordo com o PM

Moçambique possui reservas internacionais acima de 3.2 mil milhões de dólares americanos, suficientes para cobrir 7.2 meses de importaçãode bens e serviços essenciais para funcionamento da economia.

O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, que anunciou o facto há dias na cidade da Beira, explicou que a redução da taxa de juro no sistema bancário concorre para a melhoria das condições de acesso a financiamentos para o sector privado, em geral, e para as pequenas e médias empresas, em particular.

Intervindo na Conferência Internacional de Invesimentos na capital provincial de Sofala, CarlosAgostinho do Rosárioo acrescentou que a dinâmica da inflação e da taxa de câmbio reforça ainda mais as acções em prol da melhoria do ambiente de negócios, na medida em que torna a programação dos investimentos mais previsível e cria espaço para que a taxa de juro no sistema bancário continue a reduzir.

Disse que tal se deve, fundamentalmente, aos avanços para o alcance da paz efectiva no país, associados à melhoria contínua dos indicadores macroeconómicos, o que para ele demonstra que a economia está a conhecer crescimento.

A título de exemplo, apontou que no primeiro trimestre deste ano a economia moçambicana cresceu 3.2 por cento, impulsionadapela dinâmica dos sectores da agricultura, indústria extractiva, comércio, turismo, pescas e transportes e comunicações.

“ A par do crescimento que a nossa economia vem registando, continuamos a consolidar a estabilidade macroeconómica, registando-se no mercado cambial uma estabilidade do valor do metical, relativamente às principais moedas estrangeiras”, destacou o Primeiro-ministro.

No primeiro trimestre deste ano, segundo Carlos Agostinho do Rosário, as exportações de Moçambique cresceram em 19,7 por cento, em relação a igual período de 2017.