Imprensa

Governo introduz subsídio para crianças até aos dois anos

Governo introduz subsídio para crianças até aos dois anos

O Governo vai introduzir este mês um subsídio para crianças de famílias pobres, no âmbito do combate à desnutrição crónica, anunciou o Instituto Nacional de Ação Social (INAS).

O diretor-nacional adjunto do INAS, Graciano Langa, citado hoje pelo diário Notícias, afirmou que o subsídio será pago a crianças com idade até 2 anos, no quadro da luta contra a desnutrição crónica, que afeta 43% de crianças moçambicanas.

Numa primeira fase, o programa vai arrancar a título experimental em quatro distritos da província de Nampula, devendo abranger 15.500 crianças.

"O subsídio para criança será implementado de forma faseada para permitir a análise do impacto e eficiência operacional, com vista a elaborarmos um plano de expansão", declarou Graciano Langa.

Para a concretização da iniciativa, os parceiros internacionais, incluindo as Nações Unidas, disponibilizaram 18 milhões de dólares.

No final da fase-piloto, o pagamento do subsídio para criança será alargado a todo o país, a partir de 2024.

O subsídio para as crianças dos 0 aos 2 anos está integrado na Estratégia Nacional de Segurança Social Básica 2016-2024, que contempla o pagamento de subsídios a menores órfãos que vivem em famílias pobres e a crianças chefes de agregados familiares.