Imprensa

Nyusi preside a seminário sobre oportunidades na exploração de gás em Pemba

Nyusi preside a seminário sobre oportunidades na exploração de gás em Pemba

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, preside hoje, em Pemba, província de Cabo Delgado, norte do país, a uma sessão de informação a empresas moçambicanas sobre oportunidades locais na exploração de gás natural.

"O evento tem como objetivo informar as empresas moçambicanas sobre as oportunidades de negócio no âmbito da implementação do projeto de Gás Natural Liquefeito (GNL) da Anadarko em Moçambique", refere um comunicado distribuído à imprensa.

A iniciativa, promovida em coordenação com o Ministério dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, será presidida pelo chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, e espera-se a participação de várias empresas locais.

Além do chefe de Estado moçambicano, o encontro conta com a presença do vice-presidente da Anadarko, Mitchell Ingram.

A Anadarko lidera o grupo de empresas que vai explorar o gás natural encontrado nas profundezas da crosta terrestre, sob o fundo do mar, na designada Área 1, 40 quilómetros ao largo da província de Cabo Delgado, extremo norte de Moçambique - na fronteira com a Tanzânia.

O investimento, um dos maiores de sempre em Moçambique, ainda não tem data para avançar, mas o consórcio está a realizar diversos trabalhos associados para que, logo que haja decisão, a construção avance rapidamente, segundo anunciou Steve Wilson, vice-presidente da Anadarko e diretor da empresa em Moçambique, em abril.

Depois de extraído, através de perfurações, o gás será encaminhado por gasodutos para a zona industrial a construir em terra, na península de Afungi, onde será transformado em líquido e conduzido para navios cargueiros com contentores especiais para exportação.