Imprensa

Presidente da República endereça mensagem por ocasião do fim do ano

Presidente da República endereça mensagem por ocasião do fim do ano

 O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, endereçou uma mensagem ao povo moçambicano por ocasião do fim do ano.

Na sua mensagem, o Chefe do Estado reconhece os desafios enfrentados no ano prestes a findar, porém descreve o orgulho em reconhecer que no mesmo ano houve, dentre outros sucessos, a consolidação, com base no diálogo e consensos, dos esforços visando a manutenção da paz efectiva e duradoura; o facto de pelo terceiro ano consecutivo, os moçambicanos conseguirem autofinanciar o Orçamento do Estado; a construção de infraestruturas económicas e sociais que estão a contribuir para reduzir o impacto da pobreza, sobretudo nas zonas rurais do nosso país.

“Estas acções, Minhas Senhoras e Meus Senhores, resultam das medidas arrojadas e de coragem que o nosso Governo tomou e que foram por todos nós assumidas como cruciais para darmos os passos necessários para o desenvolvimento do nosso país”, diz a mensagem.

Para o Presidente Nyusi, são homens e mulheres que se sacrificam para garantir o normal funcionamento das instituições públicas e para a materialização dos planos e programas de Governação, e por isso o Presidente da República endereça uma saudação especial aos moçambicanos.

O Chefe do Estado diz ainda que a paz e a unidade nacional foram os principais clamores que se ouviu durante as suas Visitas Presidenciais, e isso significa que o Povo Moçambicano quer a paz, uma paz efectiva e duradoura que lhe dê o sossego de que precisa para se centrar exclusivamente na luta contra a pobreza. "O Povo Moçambicano pede-nos a certeza da paz!"

“A este respeito, queremos endereçar uma saudação muito especial ao nosso compatriota e irmão Afonso Dhlakama, líder da Renamo, pelo seu compromisso pessoal em contribuir para a paz por que todos nós ansiamos”, reza a mensagem do estadista moçambicano.

A mensagem do Presidente Nyusi não se esquece dos compatriotas enfermos e/ou hospitalizados a quem deseja rápidas melhoras e votos de que cedo regressem ao convívio dos seus familiares e amigos.

“Àqueles que se vejam impossibilitados de partilhar este momento com os seus, por motivos profissionais, académicos ou de outra natureza desejamos coragem e que recebam o nosso calor e as nossas palavras de conforto”, endereça o Chefe do Estado na sua mensagem.