Imprensa

Primeira-dama oferece meios circulantes e computadores

Primeira-dama oferece meios circulantes e computadores

A utilização sustentável dos meios circulantes e informáticos entregues à Direcção Provincial do Género, Criança e Acção Social de Nampula irá valorizar o esforço empreendido pelo Governo no alívio às camadas desfavorecidas.

Os meios, que compreendem 17 motorizadas, 20 computadores, 22 impressoras e uma viatura com tracção às quatro rodas, foram entregues ontem pela primeira-dama, Isaura Nyusi, de visita a Nampula.

Espera-se que os meios galvanizem a monitoria, acompanhamento e supervisão das organizações baseadas na comunidade.

Isaura Nyusi recomendou para a manutenção dos meios, que resultam da parceria entre o Governo e o UNICEF, uma organização virada para a protecção das crianças desfavorecidas.

De acordo com a primeira-dama, os comités comunitários de protecção à criança, bem como outros actores que operam na província têm promovido o bem-estar deste grupo-alvo, e a parceria com o UNICEF tem trazido resultados positivos.

Segundo disse, o apoio estende-se à capacitação institucional e desenvolvimento do capital humano.

“Saudamos a acção desenvolvida pelo Governo na busca contínua de sinergias que acrescentam valor aos desafios de melhorar a prestação de serviços e atendimento das comunidades”, disse

O director provincial do Género, Criança e Acção Social de Nampula, Nguma Geraldo, disse que na alocação dos meios será dada prioridade aos distritos com comités comunitários para a protecção da criança em funcionamento, como forma de galvanizar as suas actividades.

Nestes termos, ficaram de fora os distritos da Ilha de Moçambique, Malema, Nacala-Porto, Eráti, Mossuril e Nacarôa que poderão ser abrangidos nos próximos tempos.

Reconheceu que a entrega deste equipamento não resolve os problemas que o sector enfrenta, mas é um grande avanço.

“O que deve ser feito é maximizar a sua utilização e conservação”, disse.

A primeira-dama desloca-se hoje ao distrito de Muecate, onde vai visitar a machamba da Associação de Mulheres Produtoras no povoado de Mucocola e o Centro local de Alfabetização de Adultos.