Imprensa

UNITAID investe 10 milhões USD para combate a malária em Moçambique

UNITAID investe 10 milhões USD para combate a malária em Moçambique

A UNITAID vai desembolsar dez milhões de dólares norte - americanos para apoiar actividades de combate a malária em Moçambique, principalmente em mulheres gravidas.

A UNITAID vai desembolsar dez milhões de dólares norte - americanos para apoiar actividades de combate a malária em Moçambique, principalmente em mulheres gravidas.

O facto foi revelado hoje, em Maputo, pelo director executivo da UNITAID, Lélio Marmora, no âmbito do lançamento do projecto Transformar o Tratamento Intermitente Preventivo Para Assegurar uma Óptima Gravidez (TIP TOP), que vai abranger cerca de 100 mil mulheres e seus respectivos bebes, no país.
TIP TOP é um Projecto - piloto de abordagem comunitária para a melhoria da saúde da mulher e da criança.
A iniciativa, cuja duração é de cinco anos, visa contribuir na redução da mortalidade materna, através da expansão do acesso ao Tratamento Intermitente Preventivo (TIP), a partir da administração de sulfadoxina - primetania de qualidade certificada a nível das comunidades, por agentes polivalentes elementares.
‘’O projecto TIP TOP em Moçambique será implementado no distrito de Nhamatanda, província de Sofala, e posteriormente expandido para os distritos de Meconta e Rapale, em Nampula, onde será feita a mobilização comunitário, selecção e envolvimento das estruturas comunitárias, formação, implementação, monitoria e pesquisa para demonstração de resultados para uma posterior implementação em larga escala’’, disse, por sua vez, a Ministra moçambicana da Saúde, Nazira Abdula.
Abdula, citando o Inquérito de Indicadores de Imunização (Malária, HIV/SIDA) em Moçambique (IMASIDA, 2015), referiu que mais de 28 por cento de mulheres grávidas tem infecção malárica devido a busca tardia dos serviços pré-natais, o que contribui para as baixas coberturas do TIP da malária na gravidez. 
“Este projecto deve também ser oportunidade para verificarmos um aumento na utilização dos serviços de consulta pré-natal nas unidades sanitárias; aumento das coberturas do TIP; melhoria da gestão dos medicamentos, bem como a integração dos serviços entre o programa nacional de controlo da malária com o departamento de promoção de saúde e diferentes parceiros’’, afirmou. 
A UNITAID é uma organização internacional que investe em novas formas de prevenir, diagnosticar e tratar o HIV/SIDA, hepatite C, tuberculose e malária de forma rápida, barata e eficaz. O trabalho da UNITAID permite a introdução em grande escala de produtos de saúde, através do financiamento pelo Fundo Global do Plano de Emergência do HIV/SIDA do presidente dos Estados Unidos e governos.
(AIM)