Imprensa

Governo pondera adoptar novas medidas para travar o COVID-19

Governo pondera adoptar novas medidas para travar o COVID-19

Moçambique ainda não registou qualquer caso do coronavírus, contudo, a evolução nos países vizinhos coloca o Governo em alerta e prontidão para anunciar novas medidas para travar eventual propagação

A evolução da pandemia do coronavírus e o seu impacto económico e social foi um dos assuntos que esteve em cima da mesa na 9ª sessão ordinária do Conselho de Ministros (CM), realizado nesta terça-feira em Maputo.

Apesar de não haver qualquer caso notificado (até hoje) no país, o Governo não está sossegado, uma vez que alguns países vizinhos, nomeadamente, a Africa do Sul, a Swazilândia e a Tanzânia já há afectados e por isso, admite que novas medidas de prevenção podem ser avançadas.

"Não há confirmação ainda de qualquer caso de coronavírus, mas a situação que está a decorrer nos países circunvizinhos é preocupante e pode justificar o anúncio de novas medidas nos próximos dias" disse o porta-voz do Conselho de Ministros, Filimão Swaze, em conferência de imprensa no final da 9ª sessão do CM. 

Para já, o impacto directo da pandemia do Covid 19 para Moçambique é imprevisível, contudo, o executivo está ciente de que vai mexer com os instrumentos de planificação para o ano em curso, nomeadamente, o Plano Económico e Social (PES) e o Orçamento do Estado (OE), que ainda estão na fase preliminar da sua elaboração.

"A situação que está a ocorrer no mundo está a alterar as previsões macro-económico até em países do primeiro mundo, portanto, nós não somos uma ilha nesta questão do coronavírus, estamos integrados nesta economia global pelo que aquilo que tiver acontecido esta manhã e que ainda não nos chegou a conhecimento, o que acontecer amanhã é determinante para alterar alguns documentos programáticos de governação de um dia para noite" explicou o porta-voz, garantindo que o PES e o OE deste ano, "vão reflectir o impacto macro-económico do coronavírus no país".

(AIM)